FeminISMO e o sufixo "ISMO".

27/10/2013 15:00
27/10/2013 às 15h48

FeminISMO e o sufixo "ISMO".

 

Vamos analisar linguisticamente o sufixo "ismo":

Sufixo

-is.mo sufixo

  1. sufixo de origem grega que exprime a ideia de


Um dos argumentos que eu usei para provar que o FeminISMO é errado, foi o de compará-lo às outras ideologias que também terminam com o sufixo ISMO, tais como NazISMO, SocialISMO, ComunISMO, IntegralISMO, MachISMO, FeminISMO. Ora é evidente e claro para qualquer um que todos os movimentos descritos anteriormente são falsos e causaram inúmeros estragos ao mundo, ou seja, são movimentos de fanáticos e que objetivavam conquistar o PODER para os líderes de tais movimentos.
Mas alguém poderia objetar esse argumento dizendo que as grandes religiões também terminam com o sufixo ISMO, então, segundo o meu argumento, elas também são falsas? CristianISMO, IslamISMO, JudaISMO, HinduISMO etc.
Eu pessoalmente acho dificil crer em uma fé de uma religião em particular, pois para que uma delas esteja certa, todas as outras deveriam estar enganadas. Mas o meu argumento da falsidade dos movimentos "ISMO" é irrefutável e se analisarmos racionalmente as religiões, veremos que elas padecem dos mesmos vícios dos movimentos de massa ideológicos, ou seja, são demonstravelmente falsas. Por esse motivo, se me fosse permitido escolher qual ideologia ou religião seria dominante no mundo, eu escolheria: NENHUMA. Um mundo sem "ISMOS" seria um mundo muito melhor, pois não seria baseado em mentiras, preconceitos e privilégios. Eu sou contra o MachISMO também; mas não por causa do "Macho"; mas por causa do "ISMO". Assim como o FeminISMO está errado por causa do "ISMO"; e não por causa do "FEMIN". Mas quantas vezes na nossa vida nós podemos fazer do mundo o que queremos? A não ser que sejamos os lideres ditatoriais de alguma nação; a grande maioria das pessoas precisa se adaptar ao mundo para sobreviver, precisa negociar, precisa escolher o menor dos males. Posso provar facilmente esse ponto citando um exemplo histórico: A aliança entre a URSS e os EUA na Segunda Guerra Mundial para combater o Nazismo alemão. Todos sabemos que a URSS sempre foi inimiga dos EUA e do capitalismo; mas, quando surgiu um inimigo comum, que ameaçava ambos, os americanos se aliaram aos soviéticos e aos ingleses para lutar na guerra contra a Alemanha Nazista. Aquilo foi acertado, pois graças a isso, o Nazismo foi derrotado. Se os EUA capitalistas tivessem continuado com seus preconceitos contra a URSS comunista, o Nazismo poderia ter vencido a guerra. Portanto, eu considero perfeitamente lógico nós nos aliarmos com todos os inimigos do Feminismo, para combatê-lo em conjunto. E quem são os inimigos do feminismo? Só para citar alguns: o Catolicismo, o Protestantismo, o Islamismo, o Hinduismo, o Confucionismo. Vejam só o excelente trabalho de sabotagem que o Pastor Protestante Marco Feliciano está fazendo naquela Comissão da Pedofilia. Ele conseguiu sabotar vários projetos feministas e homossexuais; apesar dos protestos que se abateram sobre ele e que continuam até hoje. O Catolicismo também faz um ótimo trabalho de resistência pregando contra o aborto e contra a agenda Homossexual. Some-se a isso o fato de que nós não precisamos efetivamente convencer toda a população para ficar contra o feminismo. Basta convencer alguns homens e pronto, o castelo de cartas do feminismo irá ruir, porque o feminismo é um gigante com pés de barro. A força do feminismo é ilusória. A única razão pela qual o feminismo conseguiu avançar tanto com sua agenda, foi porque elas usaram de toda astúcia, hipocrisia e mentira para desbaratar qualquer resistência contra o feminismo, ou qualquer questionamento ao feminismo, porque elas sabem que a partir do momento que os homens disserem NÃO aos apelos feministas, elas vão ter que se esconder com o rabo entre as pernas. Além disso eu reconheço a utilidade da religião na sociedade e acho que o Cristianismo foi e é muito útil e necessário ao ocidente, assim como eu acho que o Islamismo é útil e necessário ao países muçulmanos e o Hinduismo, para os Indianos. Eu não sou contra nenhuma religião; ao contrário, eu sou a favor de todas elas. Essa minha posição com relação à religião não se baseia na fé, nem em doutrinas de alguma religião específica, mas é um argumento de utilidade porque eu considero que a religião é útil, necessária e insubstituível.
Além disso, o efeito que a religião tem na sociedade é exatamente o oposto de um movimento ideológico como o feminismo. A religião protege e fortalece as familias; mas o feminismo e os movimentos ideológicos destroem as familias. A religião constrói e edifica a sociedade, promove a moral e os bons costumes; Jà a ideologia (feminismo, nazismo, etc) é destrutiva, desrespeita a moral e promove maus costumes e depravação. A religião une as pessoas, torna-as mais fortes graças à essa união das familias; já os movimentos ideológicos, como o feminismo, separa as pessoas, joga umas contra as outras e as enfraquece, tornando-as presas fáceis desses movimentos de fanatismo. A religião constrói; o movimento ideológico destrói. A finalidade da religião é reconectar o ser humano com o criador (re-ligare, daí religião), é dar aos homens um modelo de suprema bondade, beleza, justiça e altruismo em que se inspirar. Já a finalidade do movimento ideológico é separar os homens e mulheres uns dos outros, para enfraquecê-los, torná-los desesperados, irracionais, para que não pensem com a própria cabeça e se submetam aos mandos e desmandos das lideres feministas, cometendo todo tipo de atrocidade e barbaridade para conquistar mais poder e dinheiro para as lideres do movimento. Não foi à toa que o nazismo perpetrou tantas atrocidades na época em que teve poder, já que o objetivo de todo movimento ideológico de fanatismo é conquistar o poder pelo poder em si, tudo se justificando para conseguir e manter esse poder, inclusive o assassinato e tortura de pessoas inocentes. É para conseguir poder para as mulheres que o feminismo quer legalizar o aborto e o infanticidio.
Ou seja, quando o sufixo "ISMO" se refere à uma ideologia ou a um Sistema Politico, eu não posso ter a mesma indulgência que tenho com as religiões, porque eu passei a minha vida toda estudando a história da civilização e durante mais de cinco mil anos de história registrada, surgiram centenas, senão milhares de ideologias e movimentos de fanatismo que terminam com o sufixo "ISMO" e TODOS ELES ERAM FALSOS E MENTIROSOS E SÓ QUERIAM OBTER O PODER PARA UM GRUPO RESTRITO DE PESSOAS. É por esse motivo que eu não posso levar a sério o FeminISMO. O FeminISMO não está na mesma categoria do CristianISMO, do ProtestantISMO, do CatolicISMO, do IslamISMO ou de qualquer outra religião, cujo objetivo é Reli-gare (Religar o ser humano com o criador do Universo). O FeminISMO não é uma religião, é uma ideologia, um movimento de fanatismo, um movimento de massas e o objetivo do FeminISMO não é Reli-gare (Religar) o ser humano a quem quer que seja; mas sim dividir para conquistar, separar, destruir as familias, tornar as mulheres em bestas ignorantes incapazes de amarem e de serem amadas, para que fiquem sozinhas para o resto da vida. O FeminISMO está na mesma categoria do NazISMO, do FascISMO, do ComunISMO, do IntegralISMO, do MachISMO e do FeminISMO. Esse movimento das lésbicas está na categoria dos movimentos fanáticos que deveriam estar no esgoto da história, banidos da humanidade, pois são movimentos ideológicos e não movimentos religiosos. Vejam só a concepção marxista de ideologia: (concepção crítica (marxismo)) crença falsa ou falsa consciência das relações de domínio entre as classes resultante da distorção ou inversão proposital da realidade

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!