Feministas adoram se fazer de vítimas

11/08/2013 19:06

Feministas adoram se fazer de vítimas

 

Porque as mulheres adoram se fazer de vítimas
 Existem basicamente 2 características psicológicas que nascem com uma mulher: a dissimulação e o vitimismo.
Ambos estão intrinsecamente ligados.
O vitimismo, é uma extensão da dissimulação.
Se você parar para observar, vai notar que as pessoas que mais se utilizam do vitimismo, são também as mais dissimuladas e manipuladoras.
Ninguém pode negar que as mulheres adoram fazer o papel de vitimas!



Durante milhares de anos, os homens sempre levaram a pior em tudo: desde morrer em guerras e assassinados, porque a quantidade de homens que são assassinados é 12 vezes maior do que o de mulheres, passando por trabalhar como escravos em jornadas de trabalho que chegavam a 16 horas por dia para levar o sustento para a família, até serem os últimos a abandonarem o navio em nome do “mulheres e crianças primeiro”.
Resumi muito, mas existem milhares de exemplos de como os homens são muito mais oprimidos do que as mulheres.
Nesse livro, o historiador prova que os homens cometem um erro colossal ao tratar a mulher como mera vítima de uma suposta sociedade machista e opressora.
A mulher atual, que se diz tão ou mais capaz do que o homem, nunca abrirá mão do papel de vítima, porque isso é extremamente conveniente para ela.
O vitimismo que as mulheres com mentalidade feminista fazem questão de alimentar pode ser visto nos mínimos detalhes, é só ficar mais atento e observar.
Quando a mulher atual consegue alcançar algum êxito, a sociedade concede a essa mulher todo o mérito, mas se a mesma estiver sofrendo, sempre será encontrada alguma forma de culpar os homens.
O vitimismo, é usado pela mulher da mesma forma que a cultura da pegada, mas para obter outros tipos de vantagens.
A mídia sempre retrata a mulher como um ser mais inocente, honesto, indefeso, uma vítima de uma sociedade machista e opressora.
Quando a mulher comete algum crime, a mídia sempre tenta fazer alguma conexão com alguma suposta influência maligna dos homens sobre ela.
Como por exemplo no caso em que a assassina esquartejou o corpo do marido, e a mídia com total apoio das feministas, inverteu os papéis, e de psicopata a mulher passou a ser a vítima!

Mas será que se fosse o contrário, a sociedade teria aceitado essa inversão com tanta facilidade?
Nas conversas, elas culpam os homens por tudo, principalmente pelo sofrimento amoroso delas e até quando são demitidas, a culpa é do machismo!


Não pode sequer tentar expor a realidade porque será execrado por todos, até pelos próprios homens.
Devido ao fortíssimo complexo de superioridade da mulher atual, elas acreditam que é injusto elas sofrerem por qualquer motivo.
Se ela trabalha em uma empresa, e tem um nível de produtividade 20 ou 30% inferior aos homens, e recebe menos, ela vai taxar isso de opressão machista da sociedade, e jamais vai parar para enxergar os fatos de forma madura e realista.
Mas se ela ganha o mesmo que eles, mesmo com menor produtividade, ai ela se cala e ainda acredita que não estão fazendo nada além da obrigação deles de tratá-la de forma privilegiada pelo fato de ela ser mulher.

A covardia da mulher moderna e o uso do vitimismo como escudo

A mulher atual está obsessiva em exibir uma suposta felicidade baseada em ideais feministas.
Mas existe um grande problema nisso tudo, os homens também possuem vontade própria.
E quando elas se deparam com homens que não aceitam fazer parte da megalomania delas, elas taxam todos os homens de machistas e retrógrados.
Em nome de uma suposta liberdade de escolha, muitas preferem a solidão a ficar com um homem que não aceite as imensas exigências e os caprichos da mulher atual.
No passado, os homens precisavam fazer a maior parte das escolhas, e a história provou que os homens decidiram pela família.
Mas com o pós feminismo, a família foi destruída, e isso prova que a mulher não optou pela família.
Todas as pesquisas provam que os homens se apaixonam primeiro, e desejam se casar e ter filhos muito mais do que as mulheres.
Claro que os homens não são perfeitos, mas não tem como negar que os homens tomam a maioria de suas decisões com a razão ao invés da emoção.
Conforme o feminismo avança, os padrões de decisão deixam de ser masculinos, para se tornarem femininos.
Isso significa que ao invés da razão, o critério passa ser a emoção.
Os homens estão cometendo um erro terrível ao começar a seguir o padrão de escolha feminino, porque as mulheres escolhem muito mal!
Elas dão sexo selvagem e sem limites para os alfas, bandidos e cafajestes, e só quando não tem mais alternativa, aceitam, a contragosto ficar com algum “bonzinho”.

Quanto mais livre e “independente” a mulher for, mais ela tomará atitudes erradas, porque são emocionais.
Elas nunca vão mudar, e é preciso que os homens entendam e aceitem esse fato.
Portanto quem deve mudar são os homens, porque somente assim elas mudarão.
Infelizmente os homens atuais são incapazes de se impor, não através da força óbvio, mas através da razão.
Acredito que somente esses poucos exemplos de como a mulher atual alimenta o mal na sociedade, já é o bastante para se ter uma idéia do quanto são ilógicas e incapazes de fazer as melhores escolhas.
A megalomania e o ego guiam a mulher com mentalidade feminista
Nem é preciso ir ao shopping para notar que as mulheres possuem fortes tendências a futilidade.
A falta de interesse por tudo que é lógico aliado a complacência da sociedade, faz com que a mulher não sinta necessidade de raciocinar sobre as conseqüências de suas próprias decisões.
O resultado disso é elas se deixam levar pelo narcisismo e competição sexual entre elas, e com isso não amadurecem nunca.
Amadurecer, não significa fazer tripla penetração aos 14 anos, mas sim ser capaz de admitir e aprender com os próprios erros e até com os erros alheios.
Amadurecer, significa entender que os filmes e novelas, são ficção e que a vida real exige humildade, coragem e maturidade.
A megalomania e a imaturidade, faz as mulheres exigirem dos homens a vida das mulheres que elas invejam na mídia.
Elas exigem que os homens financiem uma vida de luxo e futilidade, e se o homem se recusar, é imediatamente taxado de machista opressor!
Quanto mais elas se baseiam na vida das celebridades como parâmetro de comparação com a própria vida, mais exigentes e irrealistas elas se tornam.
E a tendência é piorar, porque quanto mais os homens continuarem submissos, e aceitando pagar por sexo, mais elas vão acreditar que estão certas em levar uma vida baseada no egoísmo e promiscuidade!



Mas até quando esse truque feminista dará certo? Na minha opinião, elas usaram tanto o vitimismo, que agora essa trapaça está perdendo o efeito. Basta vermos o exemplo da Marcha das Vadias. Basicamente, o que foi essas Marchas das Vadias que as feministas fizeram? Tudo começou no Canadá, quando um chefe de policia disse em uma palestra em uma universidade que se as mulheres não quisessem ser estupradas, elas não deveriam se vestir como vadias. As feministas enlouqueceram quando souberam disso e organizaram "Marchas das Vadias" no Canadá e em vários países do mundo, para intimidar os homens a não seguir o exemplo do chefe de policia do Canadá e criticarem qualquer aspecto que seja do sagrado e infalivel movimento feminista. No entanto, essas Marchas das Vadias acabaram se tornando o proverbial "tiro que saiu pela culatra", porque o principal objetivo dessa Marcha das Vadias era fazer com que a mulher feminista continuasse sendo vista como uma eterna "vítima" e nunca tendo a mínima parcela de responsabilidade pelo mal que acontece a elas. Mas me digam se vocês conseguem sentir "dó", ou "piedade" ou se você consegue ver as mulheres abaixo como vítimas do que quer que seja:

O desafio do feminismo é fazer a sociedade continuar a sentir dó das mulheres

 

Você consegue sentir "dó" das feministas que fizeram o ato acima na Marcha das Vadias?

As feministas adoram se fazer de vítimas. Você consegue ver a mulher acima, da Marcha das Vadias como uma "vítima" do que quer que seja?


Sou uma mulher oprimida pelo patriarcado

O Patriarcado machista me oprime demais!!!
Sou uma mulher vítima, sou muito oprimida pelo patriarcado machista.

 

Somos vítimas oprimidas pelo patriarcado