Homem, siga seu próprio caminho - MGTOW

03/07/2016 16:12

"...Isso resulta em homens sozinhos cujas vidas privadas estão sendo encarceradas no sistema de controle público; as mulheres, em contrapartida, estão aí para desfrutar os despojos da vitória em uma nova era de anarquismo sexual feminino. Talvez o único consolo que podemos realisticamente assumir é que despotismos são grandes geradores de iluminação espiritual entre os oprimidos. Foi a perseguição dos primeiros cristãos que levou homens e mulheres devotos a viverem sozinhos no deserto, à imitação de Jesus Cristo — foi apenas no século V que esses monges foram cooptados para a Igreja, tendo procurado uma existência puramente ascética como uma alternativa para o mundo material que tinha os expulsado. Da mesma forma, os regimes opressivos do período helenístico levaram muitos nas cidades-estados gregas a abraçar filosofias místicas que defendiam o afastamento do mundo. Dado que estamos caminhando bem em direção ao despotismo feminista, não é nenhuma surpresa que uma mudança paralela se inicie, sob a forma do movimento Homens que Seguem o Seu Próprio Caminho (MGTOW5). Os MGTOW têm rejeitado a demanda ginocêntrica de que os homens devem se definir de acordo com a sua proeza sexual. Conseqüentemente libertados, muitos MGTOW têm tomado a deliberação introspectiva sobre a natureza do homem e da masculinidade — discussões que são androcêntricas e, portanto, que não prestam contas à ortodoxia feminista. Na sua essência, o movimento MGTOW se afasta do mundo — do casamento, dos filhos, do emprego do auto-sacrifício, e se afasta completamente até de relacionamentos com mulheres — buscando o consolo em meio aos agentes hostis como fizeram os ascetas e místicos do mundo antigo."
(Adam Kostakis)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!