PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR QUE PROÍBE A APOLOGIA DO FEMINISMO NO BRASIL

11/11/2013 11:32

PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR QUE PROÍBE A APOLOGIA DO FEMINISMO NO BRASIL

 

Meus Amigos,

Acabei de criar e assinar este abaixo-assinado online:

«PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR QUE PROÍBE A APOLOGIA DO FEMINISMO NO BRASIL »

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2013N45358

Eu concordo com este abaixo-assinado e acho que também concordaras.

Assina o abaixo-assinado aqui http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2013N45358 e divulga-o por teus contatos.

Obrigado.

Caros leitores, hoje eu criei, publiquei e hospedei no site Petição Publica um Projeto de Lei de Iniciativa Popular, de minha autoria, que visa proibir a apologia do feminismo no Brasil. Pretendo, com a ajuda de vocês, apresentar este Projeto de Lei para a Comissão de Legislação Participativa do Congresso Nacional. De acordo com a própria Constituição, se 1% do eleitorado brasileiro subscrever este Projeto de Lei, ele se tornará uma lei obrigatória. Mas 1% do eleitorado são mais de um milhão de assinaturas e o nosso site ainda não chegou na marca das 100 mil visitas, então como haveríamos de conseguir um milhão de assinaturas? Mas existe uma alternativa: a Comissão de Legislação Participativa do Congresso Nacional. Essa Comissão recebe projetos de Lei de Iniciativa Popular que sejam apresentados por ONGs ou Associações. Existe uma associação de moradores, chamada Associação de Chonin de Cima, que possui menos de cem pessoas associadas; mas mesmo assim eles já apresentaram diversos projetos de Lei de Iniciativa Popular para o Congresso Nacional, através dessa brecha, que existe no Regimento Interno da Câmara dos Deputados. Portanto, a tarefa que nos cabe não é recolher um milhão e meio de assinaturas; mas sim, criar uma Associação antifeminista, uma ONG, uma pessoa jurídica, com até menos de 50 membros e essa Associação já poderá apresentar este Projeto de Lei ao Congresso Nacional. Isso não significa que o Projeto de Lei será aprovado, mas só o fato de existir no Congresso Nacional um Projeto de Lei que pretenda proibir o feminismo no Brasil, isso por si só já será o bastante para chamar a atenção da sociedade para o antifeminismo, exatamente como aconteceu com a "Cura Gay". Os movimentos gays conseguiram impedir a aprovação da Cura Gay; mas, nesse processo, eles transformaram o Pastor Marco Feliciano em uma celebridade, em uma espécie de herói da Direita, da Cristandade e dos bons costumes. O movimento LGBT foi vitorioso ao impedir a aprovação da Cura Gay. Mas essa vitória se deu às custas de um desgaste tremendo para o movimento gay, já que foram os gays que ficaram com a fama de intolerantes e de perseguidores da fé Cristã. Então vejam vocês, que mesmo que o nosso projeto de Lei não seja aprovado na Câmara dos Deputados, só o fato de nós o apresentarmos lá, e só o fato disso chamar a atenção da imprensa, da mídia, dos politicos, da sociedade e do movimento feminista, isso por si só será uma vitória inigualável para nós, pois nos dará uma publicidade gratuita, que vão atrair dezenas de milhões de homens para a nossa causa antifeminista. E também existe a possibilidade, embora pequena, de o Projeto de Lei ser aprovado e, nesse caso, nós também sairíamos vitoriosos contra o Feminismo, porque nós teriamos conseguido proibí-lo por lei. Mas lembrem-se que não é esse o nosso alvo, nó vamos sim mirar na cabeça da hidra; mas se acertarmos apenas uma das pernas, isso já será o bastante para deixarmos ela aleijada, mancando e incapaz de avançar contra nós. Por todos esse motivos eu peço a todos os meus leitores que cliquem no link e assinem o abaixo assinado. Mesmo com algumas centenas de assinaturas eu já poderei apresentar esse Projeto de Lei para o Congresso Nacional. Peço a vocês que assinem e também que divulguem esse abaixo assinado para todos os seus contatos de e-mail. No final do processo de assinatura digital, existe a opção facilitada de vocês divulgarem o abaixo-assinado para todos os seus contatos de e-mail. Peço a vocês que preencham também essa opção para nos ajudar a divulgar ao máximo isso e conseguirmos apresentar essa lei o quanto antes à CLP (Comissão de Legislação Participativa).


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!