Três militantes do Femen são julgadas na Tunísia

07/06/2013 09:08
Três militantes do Femen são julgadas na Tunísia

 

As três militantes europeias do grupo feminista Femen, presas por terem manifestado com os seios à mostra em Túnis no dia 29 de maio, sãoà julgadas nesta quarta-feira, 5 de junho de 2013. Apesar da ameaça de uma pena de prisão e da controvérsia provocada em um país dirigido por muçulmanos conservadores, os advogados de defesa se dizem otimistas.

Algumas dezenas de pessoas se reuniram de manhã diante do palácio de Justiça de Túnis, onde são julgadas duas francesas, Pauline Hillier e Marguerite Stern, e a alemã Josephine Markmann, para protestarem contra o Femen. As três jovens entraram no tribunal vestidas com o véu tradicional sírio.

Acusadas de terem cometido ultraje público ao pudor, elas podem ser condenadas a seis meses de prisão.

As três militantes europeias foram à Tunísia para apoiar uma ativista tunisiana presa desde o dia 19 de maio, e que também comparece diante de um juiz nesta quarta-feira.

Amina, de 18 anos, é acusada de atentado ao pudor e profanação de sepultura. Ela foi presa por ter escrito Femen em uma mureta perto de um cemitério muçulmano do centro do país, a fim de denunciar uma manifestação de salafistas, um movimento radical islâmico.

Antes da sua prisão, Amina já havia causado escândalo na Tunísia em março ao divulgar na Internet fotos suas com os seios nus.

Embora defenda a ativista tunisiana, a oposição laica e feminista do país desaprovou o protesto das militantes europeias do Femen, considerado um provocação.

Na terça-feira, o governo tunisiano, dirigido pelos conservadores islâmicos do partido Ennahda, expulsou uma militante ucraniana que estava em Túnis para apoiar suas colegas, segundo o Femen.

http://www.portugues.rfi.fr/mundo/20130605-tres-militantes-do-femen-sao-julgadas-na-tunisia

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!